Cuiabá (MT), 24 de fevereiro de 2018 - 19:51

? ºC Cuiabá - MT

Contato DestaqueVip (65) 9.9600-2060

politica

23/01/2018 16:10

Emanuel admite falha de equipe da prefeitura ao demolir abrigo de engraxates

Após grande repercussão quanto a retirada de engraxates, que atuam há décadas no centro da cidade, de seu local de trabalho, o prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB), se pronunciou e reconheceu que pode ter havido erro de sua equipe e assegurou que os trabalhadores não ficarão desamparados.

Na semana passada, os engraxates Aquilino Alves e  Edson de Pinho tiveram o abrigo em que atendiam seus clientes destruído por servidores da prefeitura. Ambos, trabalham há décadas no local e argumentam que o local não é ponto de ônibus, como a prefeitura alega, e que o desmanche ocorreu “na calada da noite”, sem nenhum comunicado aos trabalhadores.

“Talvez tenha sido falha da minha equipe, porque eu determinei que conversassem com ele antes da retirada. Que fizessem uma casinha modular para cada um deles em local provisório, que ficou decido na Praça da República para que pudessem trabalhar sem atrapalhar o espaço público, com bom atendimento a eles e respeito ao pedestre”, admite o prefeito.

Com as chuvas constates registradas na Capital, os engraxates têm enfrentado grande dificuldade para realizar seu trabalho sem a proteção sobre as cadeiras de trabalho. 

“Humanização é a pauta da minha gestão. O espaço ali é público e um abrigo de ônibus não pode ser usado para outra finalidade que não seja como abrigo de ônibus. Claro que as figuras folclóricas e culturais de Cuiabá serão respeitadas”, disse Pinheiro.

Conforme o chefe do Executivo Municipal, os trabalhadores tinham concordado com a mudança de endereço, mas mudaram de opinião na última hora. 

“Eles tinham concordado, mas depois um deles mudou de ideia. O local onde eles vão ficar já está sedo construído com toda a estrutura necessária para que trabalhem com dignidade e segurança para guardar seus instrumentos”, declara.

Apesar de haver uma tenda na Praça da República para os dois engraxates trabalharem, eles resistem em permanecer no calçadão próximo a Estação Alencastro. Eles alegam que a praça é ocupada por usuários de drogas o que inibe a aproximação de clientes e que o espaço é malcheiroso, além de servir como banheiro pelos moradores de rua da região. 

Fonte:http://www.hipernoticias.com.br


2
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo