Cuiabá (MT), 19 de janeiro de 2018 - 00:10

? ºC Cuiabá - MT

Contato DestaqueVip (65) 9.9600-2060

Entrelinhas

12/12/2017 15:18

Pesquisa revela que pais aprovam qualidade do cardápio servido nas escolas da rede municipal de ensino

Segundo pesquisa realizada em unidades escolares da rede municipal de Educação, 95,4% dos pais entrevistados consideram a qualidade da alimentação escolar como boa ou ótima. A pesquisa foi feita pela Coordenadoria de Nutrição Escolar  (CNE), da Diretoria Administrativa e de Patrimônio, da Secretaria Municipal de Educação, no período de setembro a outubro deste ano, em Creches e Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI) localizados na área urbana.

Durante a pesquisa foram ouvidos 178 representantes da comunidade escolar composta por pais ou responsáveis pelos alunos, gestores escolares e Técnicos em Nutrição Escolar (TNE).

As unidades foram escolhidas aleatoriamente, pelo menos duas de cada regional. As unidades visitadas foram as Creches Inocêncio Leocádio da Rosa e CMEI Antônio Marcos, na Regional Norte; CMEI Manoel de Barros e Creches São Mateus e Colomba Cacélia, na Regional Leste; Creche Sebastião Tolomeu, na Regional Oeste; CMEI Jaíra Cuiabano e as Creches Mariuza e Mal. Rondon, na Regional Sul.

Também foi feita, de forma complementar, uma pesquisa de satisfação na EMEB Osmar José do Carmo Cabral.

“Nossa intenção foi identificar o quanto os pais ou responsáveis pelos alunos, os gestores escolares e os TNE conheciam sobre o que é ofertado diariamente nas escolas e, que avaliações faziam, de modo geral, da alimentação escolar”, explicou o secretário de Educação de Cuiabá, Rafael de Oliveira Cotrim Dias.

Hoje Cuiabá é referência em relação à alimentação escolar. É a única capital do país a possuir uma equipe gastronômica que orienta todo o processo além de ser a única a possuir o selo de alimentação consciente.

Uma das questões que tem feito a diferença no serviço é justamente a presença da equipe de gastronomia que orienta inclusive a capacitação e treinamento prático constante das TNE.

Segundo a coordenadora de Nutrição Escolar, Ana Domingas da Silva, a  pesquisa mostrou por exemplo que o percentual de pais ou responsáveis que afirmaram conhecer o cardápio escolar é bem próximo do percentual de unidades educacionais que o divulgam, ou seja, quando essa informação está disponível, pais e responsáveis se interessam pela informação.

“Grande parte dos pais ou responsáveis acompanha a execução do cardápio e sabe que o responsável habilitado para sua elaboração é um nutricionista,  do quadro técnico da CNE”, salientou a Coordenadora.

Para Ana Domingas, um dos resultados positivos apontado pela pesquisa foi a participação dos TNE em capacitações periódicas, o que vem melhorando o desempenho desses profissionais.

Para o secretário Rafael Cotrim, junto com os demais setores, do planejamento à execução, isso tem possibilitado a esses profissionais superarem  as  dificuldades técnicas e imprevistos  na prestação do serviço.

“Os números refletem o trabalho que vem sendo realizado pela Secretaria de Educação em  cumprindo a Política Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), e as determinações do Prefeito Emanuel Pinheiro, de oferecer uma alimentação nutritiva e de qualidade aos educandos”, ressaltou Rafael Cotrim.

Números

Segundo a pesquisa, em relação aos 34 pais ou responsáveis ouvidos, 74,2% deles relataram conhecer o cardápio escolar e 80% afirmaram que o cardápio está disponível em local visível, para conhecimento da comunidade escolar conforme recomendação do CNE.

Questionados se possuíam conhecimento de que o cardápio é elaborado por profissional nutricionista, 92,4% afirmaram que sim e 91,4% afirmaram que o cardápio é cumprido normalmente na unidade educacional.

Sobre os tipos de carnes oferecidos no cardápio dos seus filhos, 54% dos pais disseram que são ofertados três tipos ou mais de proteína animal durante a semana, o que está de acordo com a realidade do cardápio. Cerca de 31,3% dos pais disseram que são oferecidos dois tipos de carne e 11,4% que só era servido um tipo de carne.

Ao serem perguntados quanto a oferta de frutas, 57,1% responderam que a frequência é de 4 a 5 vezes por semana enquanto 40% responderam que estas são servidas de 2 a 3 vezes por semana nas Creches e nos CMEI.

Em relação a oferta de legumes e verduras, 74,2% dos pais entrevistados afirmaram que a frequência é de 4 a 5 vezes por semana enquanto 22,8% que estes alimentos são servidos de 2 a 3 vezes na semana.

Atualmente, as Creches e CMEI ofertam frutas, legumes e verduras na frequência de 4 a 5 vezes por semana, superando as recomendações do PNAE (Resolução/CD/FNDE nº 26, de junho de 2013), que orienta a oferta de no mínimo três porções de frutas e hortaliças por semana.

Em geral, os pais ou responsáveis acompanham de perto a execução da alimentação escolar nas unidades escolares frequentadas por seus filhos e consideram a qualidade dela satisfatória e adequada ao desenvolvimento dos educandos.

Também é oferecida alimentação especial para crianças com especificidades alimentares decorrentes de patologias ou questões religiosas.

Em relação à qualidade da alimentação, dos 178 participantes, 85 responderam ser ótima (47,7%); 85 responderam ser boa (47,7%); 8 regular (4,5%) e ninguém respondeu ruim.

“Ainda precisamos melhorar mas a pesquisa reflete  o propósito e o comprometimento da  gestão Emanuel Pinheiro, em  oferecer uma alimentação de excelência aos alunos da rede municipal de Educação. Para isso, existe um trabalho minucioso que envolve desde o planejamento e a execução operacional até o  acompanhamento da aceitabilidade da alimentação ofertada. Estamos atentos as questões de infraestrutura das cozinhas - uma das prioridades do Programa Escola 300 por meio do Plano de Manutenção Corretiva nas Unidades Escolares, junto com as condições físicas das salas de aula e banheiros -, ao fluxo de trabalho das TNE e às adequações necessárias por parte da Gestão Escolar e da Secretaria , quando necessário”, salientou o secretário.

Todo esse trabalho é acompanhado pelo Conselho Nacional de Educação e Conselho Municipal de Alimentação Escolar (CMAE), na fiscalização da oferta adequada da alimentação em todas as unidades de ensino.


2
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo